teste

Projeto Vencedor do Concurso Internacional Educarede - 2007

Uso da Internet - Ensino Fundamental 2

27/04/2011

Palavra Aberta - Intercâmbio de Idéias no Ciberespaço

O que se pode fazer com um blog na Educação?

A professora Gládis Leal dos Santos mostra com o Palavra Aberta - Intercâmbio de Idéias no Ciberespaço, projeto vencedor na categoria Uso da Internet – Ensino Fundamental 2. “Criei o blog para publicar alguns programas da série de vídeos Conexão XXI, que serviram como ponto de partida para a reflexão e debate sobre os temas, produção e divulgação de textos e troca de idéias entre alunos dos mais diversos espaços geográficos.” Por isso, o projeto não envolveu apenas os alunos da Escola Municipal CAIC Prof. Mariano Costa, de Joinville (SC), mas também recebeu contribuições de estudantes de Minas Gerais, do Distrito Federal, Espírito Santo, Ceará e Rio Grande do Sul. “Iniciei a divulgação em listas de discussão, blogs e em sites de relacionamento e convidei os professores a visitarem o blog para conhecer a proposta e participar do projeto”, que, por sinal, continua.

“A publicação dos textos e a interação através do sistema de comentários do blog permitiram aos participantes perceber o potencial da Internet como rede de aprendizagem, ampliando-lhes a visão de mundo para além dos muros das escolas. Além disso, foi especialmente motivador para os alunos ter um retorno dos internautas a respeito de seus textos”, explica Gládis. O blog teve sucesso de audiência: de janeiro a dezembro de 2006 recebeu 14 mil visitas e totalizou 803 comentários. No período, foram publicados 96 textos produzidos por alunos de escolas de diferentes estados.

Saiba mais sobre a primeira edição do Concurso Internacional Educarede aqui.

16/11/2010

Ditos Populares

Trabalhos realizados pelos alunos da E.E. Professor Valentin João da Rocha após o estudo sobre ditos populares e expressões idiomáticas.

06/08/2010

Poemas sobre futebol



Você conhece o poeta Ricardo Azevedo? Assista este vídeo para conhecê-lo e ouvir duas belas poesias.





A professora Marisol Berti da E.M. Senador Carlos Gomes de Oliveira trabalhou o tema Futebol com os alunos do sexto ano. Houve estudo, reflexão e impressões sobre  poema Futebol, de Ricardo Azevedo e a produção de um poema empregando palavras e expressões relativas ao tema.


FUTEBOL!!!!!!

Tem goleiro
Tem gramado
Tem drible
Tem jogador
Tem atacante
Tem pênalti
Tem apito e bandeirinha
Tem bola, tem torcida
Tem pênalti e é
GOOOOOOOOOOOOOL!!!!!!!

Alessandra Mirian da Silva
6º ano “A”



Futebol

Tem goleiro
Tem gramado
Bandeirinha
E estádio
Tem zagueiro
Jogador
O goleiro
E o gol
Atacante
E a bola
A torcida grita
Gol!!!
Pênalti
Atacante
Faz o drible
E é trave.

Amanda do Valles
6º ano ''A'



Futebol

Tem goleiro
Zagueiro
E árbitro
Tem torcida
Arquibancada
E bandeirinha
Tem gramado
Jogador
E atacante
Tem escanteio
Jogador
E apito
Tem efeito
Mas não tem defeito
Num jogo de futebol!

Ana Paula Schmitz
6 º ano A




Futebol

O goleiro no gol
O árbitro com o apito
A bola em campo
O jogador cobrando pênalti
O atacante fazendo gol
A arquibancada cheia
O estádio lotado
A torcida vibrando 

Lucas Wronski Lemes
6º ano A


Futebol

Na arquibancada a torcida agita
o atacante toca na bola, a galera
pula,salta e grita.

A bandeirinha, corre pelo gramado
o estado está cheio,corre o zagueiro
com grande velocidade e chuta.
Ah, mas ele chutou errado
Foi apenas escanteio favorecendo a seleção,
o jogador chuta e ...
Na trave, mas que decepção!!
Na arquibancada galera delira
o jogador corre,dribla,mas que drible!
Isso é fenomenal ...
Ah! O zagueiro cai, mas espera, minha filha!
O árbitro apita a torcida
grita enlouquecida ...
... é pênalti, é pênalti
O juiz organiza os jogadores
Na área está tudo pronto
O goleiro se prepara, dá um show
O nosso zagueiro chuta e ...
é GOL ! GOOL ! GOOOL !

Emilaine da Silva Moreira
6º ano “A” 



Futebol 

Chega a torcida
O juiz apita
Começa o jogo
O jogador toca
Tem corrida.
Tem toque
Tem chute
E o goleiro espalma
Vai pra fora
Cruzamento
Cabeceio
E é gol
O outro time começa
Toca
Corre
Dá um chute
Acaba com o goleiro
Bola na trave
E é gol
Da Itália
Acaba o jogo
Vai pro pênalti
Itália chuta
Goleiro defende
Brasil chuta
E é gol !!
Acaba o jogo
E o Brasil ganha

Lucas Bogo
6º ano A


FUTEBOL 

Começa o jogo, no estádio.
O gramado está alagado.
A arquibancada está agitada!
Com o apito do árbitro.
O pênalti do zagueiro.
O chute no meio do gol do goleiro.
A bola bateu na trave.
A torcida esta brava.
O jogador dá um drible.
Cruza na área.
O atacante chuta para o gol.
E marca um golaço na gaveta.

Marco Antonio Nass
6º ano A
 

Futebol


Tem goleiro
Tem gramado
Bandeirinha estádio
Tem torcida
Tem arquibancada
Tem zagueiro
Tem a trave
Tem a bola que faz gol !! 

Sabrina A. Alves
6º ano A


Futebol

A torcida na arquibancada.
Os jogadores agitados.
E passa pelo zagueiro.
O zagueiro faz marmelada.
O árbitro apita. Cartão na certa.
Cartão amarelo e pênalti na vida.
A torcida se revolta.
O jogador se desconcentra.
E bola na trave.
E a torcida se atenta .

O jogo vai para o banco.
Robinho entra no seu lugar.
Faz três dribles.
Mira no gol e entra de gaveta.

A torcida se anima.
Jogadores comemoram.
E berro do narrador.
É GOL.
O jogo termina.
A torcida brasileira comemora.
Jogadores fazem festa.
E Alemanha no banco chorando a derrota.

Sabrina Regina Reis Fink
6ºano A




Futebol

Tem escanteio
Os atacantes vêm
O goleiro esta tremulo
O juiz apita
A bandeirinha abaixa
A arquibancada esta torcendo
A bola vai entrar vai entrar no gol
De repente um destaque na área
E la um jogador pula e faz um gol
Os jogadores vão só no drible e pedalada
Chega atacante e zagueiro
O zagueiro da canelada o arbitro apita
Vai ser pênalti
O jogador chuta
O goleiro da uma espalmada
O escanteio sem duvida
O jogador chuta
O juiz apita
Acabou o jogo
Brasil 1 x Espanha 0
A copa acaba
A torcida delira
O Brasil é hexa
E assim termina uma Copa
Em meio de caneladas
E de pênaltis
E uma copa emocionante
Kaka agradece
E grita Brasil sil sil 
 
Murilo Muchasky Lima
6º ano A



Futebol

Tem jogador
Tem zagueiro
Tem goleiro
E tem atacante
Tem bandeirinha
Tem torcida
Tem arquibancada
E tem o estádio
Tem bola na rede
pra dizer que é
GOOOOOL! 

Ana Paula Nunes
6ª ano “A” 

03/07/2010

O Amor - E.M. Valentim João da Rocha




A professora de Língua Portuguesa Elizabeth Mendes da Silva trabalhou o tema amor com os alunos do nono ano. Leia abaixo alguns textos e deixe seu comentário.


fonte: http://ocasodoacaso.files.wordpress.com/2008/11/amor.jpg



O Amor

O amor ninguém vê
mas todo mundo sente
não é tinta
mas sempre está pintando
alguns corações.
Ninguém sabe ao certo
de onde vem
nem se vai ficar
ou se vai embora
mas todo mundo quer
ele por perto.

Aluno: Helvis Ricardo Mendes 9º Ano C
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC

fonte: http://mscamp.files.wordpress.com/2010/01/amor.jpg


A razão do meu sorriso

Procurei tanto por você
até o dia que te encontrei
porque você é especial
era tudo o que sonhei.

Te ver novamente
É tudo o que eu preciso
E ter você ao meu lado
É a razão do meu sorriso.

A razão dos meus pensamentos
É por você que eu vivo a cada momento
O que eu sinto está aqui dentro.

Aluna: Bruna Karoline Reichelt 9º Ano C
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC



fonte:http://4.bp.blogspot.com/_EishAk_-3Ig/SwGgmGQQdTI/AAAAAAAAAI0/GNm-rjWeriQ/s320/pensar.JPG



Amor

O amor tem suas qualidades
ele nos fortalece
nos dá força pra lutar
por aquilo que a gente mais quer.


Mas o amor também tem seus defeitos
choramos quando somos machucados
ficamos com raiva quando somos traídos
E desesperados quando não somos amados.

Há pessoas que amam
que são incapazes de perdoar
a dor terrível que o amor deixou
que só o tempo há de apagar.

O amor fica gravado na memória
das pessoas que já o sentiram
mas fica no coração
das pessoas que ainda amam.

Dayane Souza do N. 9º Ano C
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC



fonte:http://sonhoscomdetalhes.files.wordpress.com/2009/07/o_amor.jpg


 
Simplesmente Amor

Amor é fogo que arde
e queima devagar
ferida que demora a cicatrizar
é ótimo quando correspondido
mas quando não te amam
é um sentimento sofrido.

Te amo mais que tudo
que já pude provar
meu amor por você está
em primeiro lugar.

Pra você tenho que falar o que sinto
mas é muito difícil
sou muito envergonhada
mas de ti eu não desisto.

Você fez o meu mundo girar de ponta cabeça
gosto muito de você
por mais que você não mereça.

Cada uma ama de um jeito
amor não tem definição
é escrevo essa poesia
do fundo do meu coração.

Aline Cristina Costa 9º ano A
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC


fonte:http://diegofloreio.files.wordpress.com/2009/08/sv-amor-e-musica-lee-s.jpg

O amor

O amor bom
é aquele amor da hora
que percorre o sangue
e te apavora.

Te deixa alucinado
pensando no parceiro
o amor mais lindo
do mundo inteiro.

Se você pensar bem
como gosta de alguém
pode imaginar
algo para falar.

Fale a verdade
pense no futuro
para seu amor
não se tornar obscuro.

Bruno V. C. Kruger 9º ano A
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC



fonte: http://obed.zip.net/images/amor.jpg


O amor

O amor é solitário
completa almas
almas que se amam
que procuram aconchego
o amor pode ser um mar de tédio
tédio à espera de uma alma
uma alma com amor.

O amor pode ser um refúgio
refúgio para aqueles que sofrem
o amor é como um grão
grão pequeno e sustentável
um refúgio para o amor.

O amor seria simples
simplicidade nas minimas coisas
o amor pode ser oceano
oceano, imensidão no meio do nada
um simples oceano de amor.

O amor é sinceramente amor
amor é amar
amor é você
você faz o amor
então o meu sincero amor para você.

Aluna: Aline A. Ritter
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC



fonte: http://curtaselongas.files.wordpress.com/2009/09/saudade.jpg


O que é o amor

Amor é como vento

vai e volta dependendo do tempo
amor é sonho profundo
é o melhor sentimento do mundo.

Amor é doce sabor
é saber dar valor
amor é ter liberdade seguindo uma vontade
fugindo muitas vezes da realidade.

Amor é pura emoção
faz pulsar forte o coração
levando embora a solidão.

Amor é viver, é ser
à procura de um sorriso
que leve ao paraíso.

Às vezes pode ser perdidamente
ardentemente ou eternamente
o melhor é apaixonadamente.

É caminho condutor
abraço protetor
é simplesmente o amor.

Aluna: Gabriela D'aros Nessler 9º A
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC
 


fonte:http://gilliardtdinu.files.wordpress.com/2009/11/saudade.jpg



Sensação

Estilhaçado, quebrado,
amassado, destruído,
remendado, costurado,
queimado, corroído.

Sacrificado, humilhado,
traído, escuridão
o frio, o vazio
assim ficou o coração.

Um toque, uma sensação,
um suspiro, um arrepio,
um olhar, um abraço
um beijo que se sentiu.

Minuto doce, marcante,
alegre, incrível,
emociona, transforma
aquilo sempre inesquecível.

As lágrimas, o sofrimento,
a sensação de constante dor
mas os minutos de felicidade
Será que não falam a favor?

Se é sentimento, se for sensação
sei que não tem saída
é uma armadilha que te espera
mas sem ele não tem vida.

Evidente que é amor
aquele que te consome
sem pudor nenhum
aquele que nem querendo some.

Do que vale sofrer?
Do que vale chorar?
Do que vale viver?
O que vale é amar.

Camila Paola Baier 9ºano B
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC


fonte: http://rebelheartbr.files.wordpress.com/2009/04/amor.jpg



O que é amor?

Amor não é apenas dizer eu temo. Amor é querer o bem de alguém, estar ao lado não apenas nos momentos felizes, mas também em difíceis.
É tão fácil de sentir, mas tão difícil de esquecer. Esse sentimento que vem de repente, quando você percebe já toma conta do seu coração.
Amor é querer estar ao lado da pessoa amada e sempre querer fazê-la feliz, é trocar carinhos, gestos, beijos, prazeres, abraços, enfim.
Amor é querer defeitos, mas relevá-los, pois o amor se alegra com o perdão e suporta todas as coisas. O amor tem em primeiro lugar as qualidades do sentimento maravilhoso e verdadeiro que é a amizade.
É comunicar e não querer vencer discussões, para ver quem fala mais alto. É saber ouvir e respeitar pontos de vistas diferentes e não necessariamente ter que mudar os nossos. Pois, quando há amor as coisas são resolvidas com respeito e compreensão.
Esse sentimento supera partes estéticas da pessoa. Ela nota sim aparência, mas dá valor primeiro na parte interior.
No amor verdadeiro há dificuldades. Quando se reconhece que nem tudo é um mar de rosas
, mas seria realmente uma ilusão o sentimento que não tem dificuldade, mas não há nada que no amor as pessoas não possam superar. Pois não há orgulho, mas, sim alegria de estar ao lado de quem se ama, mesmo em momentos ruins.
Pode até ser que a coisas piores ou melhores que o amor, mas não há nada parecido.

Aluna: Andressa C. Rengel 9º Ano B
Professora: Elizabeth Mendes da Silva
E.M. Valentim João da Rocha
Vila Nova / Joinville SC

01/06/2010

Literatura de Cordel

Você sabe o que é Literatua de Cordel ? Assista aos vídeos e leia os textos produzidos pelos alunos da Professora Vera Lúcia Silveira da E.M. Castello Branco, Joinville, SC.

Literatura de Cordel

Objetivos:
Conhecer a história e características da literatura de cordel, bem como sua análise e produção.

Metodologia:

Vivenciar na prática a literatura de cordel, através de leituras jogralizadas, como:

História de Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, de Patativa do Assaré e Mulher Nova, Bonita e Carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor, e leituras feitas pela Professora em sala de aula.
Após leitura do poema “Cordel do Planeta Colorido”, cada aluno produziu o seu poema de cordel, usando como tema a amizade dos colegas de sala de aula e seus professores.





CORDEL DO 6°ANO A

Esta é a minha sala de aula,
tenho vários amigos, por exemplo as meninas,
a professora pede algo e elas dizem já estou indo,
e também tem o Carlos que está sempre rindo.
Nós nos divertimos muito aqui nas nossas aulas,
mas também nos concentramos pra não tirar notas baixas.

Os professores são bem legais,
mas nas provas exigem demais,
mas com um pequeno esforço,
ninguém fica pra reforço,
tem aluno bagunceiro,
mas eles ficam quietos quando ouvem em conselho.

Tem alunos bem quietinhos parece que não tomam café,
como o nosso amigo, nosso amigo o Jessé,
tem alunos que assobiam antes de ouvirem a professora chegou!
Eles assobiam bem alto são o Matheus e o Pacheco,
o Wiliam gosta de fazer armas e naves com o material,
acho que ele quer ser um agente espacial.

Yorhan Meller
6°ano A



CORDEL DO 6º ANO A

Meus colegas a sala do
Barulhão , quando a
Professora chega é uma gritação
Tem a Ana , Carlos , Cinthia ,
Daiane, Emily extrovertida ,
Eloá , Filipi os Gabriel...

A Heloisa , a Hellen...
Jessé , Luana ,
Lucas , Leonardo , Leticia.
Os Matheus...
Xiii...
Dá até confusão!
A Natália e o resto TODO...

E a professora Vera
Que explica e espera...
Até faz confusão com os nomes...

Ah que sala legal!
Aqui é animal!
Sala barulhenta , sala da
Curtição , e sala
Da...
ANIMAÇÃO!!!

Maria Eduarda Buhr


CORDEL DO 6º ANO B

A Lara Maria adora
Estudar geografia
Willian pela matemática tem paixão
Nesta matéria presta muita atenção
Letícia Neuberger é esperta e
Sempre procura fazer a coisa certa

Aline e eu somos representantes
Isso é muito legal e interessante
Bárbara é inteligente e sempre
Está muito contente
Alexia é de origem japonesa
Mas é fã da língua portuguesa

Lara Nicole Corrêa na sala
Não fala nenhuma besteira
Amanda Reis
Sempre gostou
Muito de português.

Inara Ribeiro
6º ano B

CORDEL DO 6º ANO B

O Victor é legalzão
E bate um bolão
O lucas Albino
Adora comer pepino
E o Iagam é um bom torcedor
Torce pro São Paulo com choro com dor .

E o William é bom em Matemática
Pena que ele não joga basquete na prática
E o Matheus é showzão
Joga bola até com a mão
A professora Vera
Quando eu não faço as tarefas fica uma fera

A professora de Matemática
Adora Usar Táticas
O professor de Ciências
Tem muita Paciência
A Dona Julmira
Adora tomar Caipíra

A Dona Rose
Tem quase o nome de uma Rosa
Mas ela é uma flor Prodigiósa

João Vitor Marins Diel
6º Ano B


CORDEL DO 6º ANO B

Alexia é oriental
é minha amiga e muito legal
Aline é parceira
dedicada e muito maneira
Bárbara é generosa
querida e carinhosa

O Formiga é maneiro
futebol é com ele mesmo
O Gabriel é gente boa
mas ele brinca á toa
O Mateus é Hip Hop
na batida ele é o Pop

Por último vou falar de Dona Vera
que nos ensina essa matéria
Rigorosa, porém inteligente
mas no fundo só quer ensinar a gente
Aprendemos com facilidade
por causa da sua capacidade.

Heloisi Cabral
6ºano B

CORDEL DO 6º ANO A

Então vamos lá
Me chamo Heloisa e
Não quero parar
Com esse ar
Fresco, apenas um sorriso
Em seu olhar

Emily da Silva Strapazzon


CORDEL DO 6º ANO A

Na minha sala tem bagunça e diversão
Mas sempre tem um engraçadinho querendo
Chamar a atenção por exemplo o Carlos e o
Pacheco aprontão de montão mas sempre
Prestam a atenção!

A cada dia na minha sala eu sinto
Uma grande euforia estando sempre
Com meus colegas fazendo exercicios
E atividades e apesar da grande folia
È sempre uma grande alegria!

William, Jessé.meus colegas de sala
William faz aviãozinho e Jessé fica
Quietinho, assim eu termino meu
Cordel escrevendo nesta folha de papel!

Vinícius Halter Dos Santos
6º ano A 


CORDEL DO 6º ANO A

Sempre querendo chamar atenção
Nos dá tapa , mas recebe perdão
Hellen sempre quietinha e estudiosa
Deve ser carinhosa !
Matheus Henrique ,

Sempre brincalhão, como
Respresentante, exemplo não
Dá , mas como amigo tem
Bom coração.
Esses são alguns amigos , se você não está
Perdoe-me é que todos não dá nesse cordel do 6º A

Heloisa Cristina de Souza
6º ano A

CORDEL DO 6ºANO B

Heloisi é uma amiga
que adora ser são-paulina
O Formiga dança
com ele está cheio de esperança
Ogabriel é animal
ele todo mundo acha legal !

Aline é divertida
ao mesmo tempo comprometida
Bárbara é tímida
mas é muito querida
Gustavo é brincalhão
deixa ninguém triste não

E um dos professores mais legais
a professora Vera é de mais.
Todo mundo tem seu jeito
Todos são diferentes
Ninguém está de lado
Deus não esqueceu da gente.

Alexia Suemi Nakashima


CORDEL DO 6º ANO A2

Parece ontem, a festa do 1º dia,
Emily fazendo festa, tudo alegria.
Professora entrando na sala, festa maior
a professora diz chega, ficou pior
Sora fica louca
cada dia pior

Carlos ri de tudo, parece uma piada
A sala tem de tudo:uva, banana,
laranja, tem morango e pessêgo, tem
até berinjela

Eloá dorme na sala,
faz pose pára escrever, toda louca faz festa
até acabar,
Heloisa me deixa louca
com o assobio fico louca

6ºano A , melhor sala,
pelo menos para mim
para as professoras, é bagunceira,mais
amam nós mesmo assim.

Leticia L. Fentzlaff
6ºano A

27/04/2010

Poemas sobre o Amor

Escola Municipal Emílio Paulo Roberto Hardt
Professora de Língua Portuguesa: Liliane Duvoisin
Professora-Coordenadora da Sala Informatizada: Fernanda Carla Ponick Reuter.
Atividade: Produção Textual
Tema: Amor
Cronologia: 3 aulas.
Material: Quadro, giz, folhas A4, computadores e internet.
Metodologia:

1º – Trabalhamos a leitura, comentários e interpretação do texto “Amor” de Rachel de Queirós;
2º – Explorou-se sentido denotativo e conotativo; lemos e comentamos um poema;
3º – Solicitou-se que os alunos refletissem sobre o que a palavra amor lembra, remete. Em seguida, cada um escreveu no quadro uma palavra que estivesse relacionada ao tema amor;
4º – Cada um escreveu um poema no caderno sobre o amor, podendo utilizar palavras escritas no quadro;
5º – Os textos foram revisados e passados a limpo em papel A4;
6º – Fomos a sala informatizada e os alunos conheceram o Blog Palavra Aberta, explorando o link Amor. Depois digitaram os poemas que foram selecionados para publicação.

 fonte: http://dusinfernus.files.wordpress.com/2009/06/eu-queria-ser-amor-geisa.jpg


Amor

Esse amor mexeu comigo
Me deixou bem diferente
Transformou a minha vida
Mudou tudo de repente.

O amor mexe com a gente
Move o nosso coração
Muda tudo o que era
Hoje é nova a emoção.

O amor é mais que tudo
Basta apenas saber amar
Esse amor traz harmonia
Não dá nem para explicar.

Escola Municipal Emílio P. R. Hardt
Professora: Liliane Duvoisin
Aluna: Azenate Rodrigues
9º Ano 1

fonte: http://nequidnimis.files.wordpress.com/2009/09/amor-de-verao.jpg

Amor

Existe um sentimento
Que não fica no pensamento
Aonde não só você sozinho
Sente amor e sente carinho

Existe um sentimento
Que não deixa de existir
É quando uma pessoa
Só quer te fazer sorrir

Esse tal sentimento
Ninguém sabe explicar
Mas se chama amor
Que faz tudo se transformar.

Escola Municipal Emílio P. R. Hardt
Professora: Liliane Duvoisin
Aluna: Kátia Azevedo Pereira
9º Ano 1

fonte: http://3.bp.blogspot.com/_cleUlZuinSM/Spgp-mdSALI/AAAAAAAAAb8/axymF9u3BJY/s400/Felicidade+no+Amor.jpg

Amor

Meu coração é teu
E você nem seu amor me deu
Eu te amo demais
Você é a minha paz

Eu me sinto tão sozinho
Sem teu amor sem teu carinho
Não consigo viver sem você
Eu quero lhe ter.

Adeus!...

Escola Municipal Emílio P. R. Hardt
Professora: Liliane Duvoisin
Aluno: Samuel Edrey Fracaro
9º Ano 1

fonte: http://2.bp.blogspot.com/_stZTonneUqU/SOFBXDgWgoI/AAAAAAAAQKA/y_0G-vfzlYI/s400/amores.jpg

Amor

Não tem explicação
É uma coisa que acontece
Dentro do coração
Que cada dia se fortalece.

Fortalece o sentimento da paixão
Com carinho e respeito
Se sente uma pulsação
Bem dentro do peito.

Escola Municipal Emílio P. R. Hardt
Professora: Liliane Duvoisin
Aluno: Diego Soares Rodrigues
9º Ano 1


07/04/2010

Pesquisa

Professor,

Convido-o a participar da pesquisa que estou realizando sobre o blog Palavra Aberta. Para responder clique aqui.



Obrigada
Gládis Leal dos Santos

13/10/2009

Entrevistas

"Fechar os olhos para assuntos incômodos que afetam toda a sociedade só dificulta as relações entre professores e alunos e trazem reflexos negativos à aprendizagem. O tema drogas precisava ser trabalhado por questões óbvias. Em reunião, resolvemos trabalhar de uma maneira “diferente”. À disciplina de Ciências coube a parte de pesquisa na Internet, debates e apresentação de trabalhos sobre drogas lícitas e ilícitas. Português foi feito em partes. Valorizar a vida e pessoas que fazem diferença na sociedade.
Iniciamos com o Vídeo da entrevista de José Roberto Ramos no programa :Jô Soares Onze e meia publicado no blog Palavra Aberta. Em sala, lemos a entrevista O contador de histórias . Debatemos o texto (cada aluno com uma cópia) e estudamos os passos de como produzir uma boa entrevista. Lancei a proposta: Quem vocês querem entrevistar? Poderá ser pessoalmente ou via e-mail.
No período de "gestação”: Quem vamos entrevistar? Fomos assistir ao Vídeo Drogas – Conexão XXI também publicado no Palavra Aberta e os alunos registraram seus comentáriose no blog e voltamos para a entrevista- feitas as apresentações -, fomos para o seguinte passo: Transformar a entrevista em um texto narrativo. Nesta etapa, os alunos leram a matéria publicada no Jornal A Notícia em que alguns colegas foram entrevistados para entender como tranformar uma entrevista direta numa entrevista citada para produzir um texto narrativo.

Professora Mariza Schiochet"


O X DA EDUCAÇÃO

Alunos do Caic Mariano Costa, na zona Sul de Joinville, há anos incorporaram a diversidade da internet ao processo de aprendizado.

Leia a matéria sobre o uso educacional dos blogs em nossa escola, publicada no jornal A Notícia de domingo, dia 22/03. Clique sobre as imagens para ler:





A Criatividade é tudo!


Jorge Stark, desde criança gostava de fazer pequenos jornais de noticias e humor numa máquina de escrever Remington que veio com seu avô da Europa, em 1931 e que guarda até hoje. Depois, adolescente, começou a escrever poemas e contos crônicas. “Achei que o jornalismo era o meu caminho aos 19 anos fui fazer faculdade”.
Morador de Bexiga viveu mais á noite do que de dia, “de dia o Bexiga parece decadente, mas renasce pelo entardecer e se transforma no bairro boêmio que tem vida própria, regras próprias, pessoa características, quase personagem. Mas isto lá pelos 80 anos. Depois foi mesmo caindo e hoje sobrevive por alguns cantinhos, pelos teatros ainda aberto e pela escola de samba Vai-Vai a saracura em preto-e-branco que sacode o bairro todo o carnaval.” Conta ele. Também conta que ao sair da faculdade encontrou falta de incentivo; dificuldade em estagiar (Jornalismos não tinha estágio) pouco valor que o mercado dava aos novos profissionais. Trabalhou muito de graça, fazendo divulgação para amigos ou instituições. Só muito mais tarde passou a atuar em Comunicação Empresarial realizou-se . Jorge, comenta que ao entrevistar um italiano Domenico de Masi , filósofo ficou emocionado ao escutar: “ É bobagem o Brasil concorrer em tecnologia com outros países – uma vez que temos criatividade e muita arte para oferecer ao mundo.”
Gosta de desenvolver outros talentos como escrever. De texto de humor a poemas de dor.È o meu talento, confirma ele. No meu blog coloco a minha emoção – miltextosmil. Blogspot.com. salienta que ama : teatro, música, cinema, leitura, viagens e de assistir esporte. A poesia é minha alma. Para vocês estudantes com carinho:

Papel de rascunho
Tua vida é insensata
Viras ata ou poema
Tanto Faz
Quem sabe um dia
Alguém rabisque em ti
Um traço de PAZ.”

Foi a poesia que surgiu inesperadamente: Germinou em meu ser brotando as palavras como o frescor de uma manhã de primavera.O sonho entre tantos há o de “ Viver em uma cidade que tenha o mar para ficar olhando o infinito dele até fazer parte.”
O que ele pensa é :Escrever um monólogo humorístico, um tipo de Stand Up comedy( aqueles humoristas que falam seu texto em pé, no palco sem adereços).
Sua visão jornalística e de poeta diante do Aquecimento Global e Educação é uma visão única,pois sou só eu. O aquecimento global é uma responsabilidade com o futuro. Temos que assumir,fazemos isso quando nos envolvemos com a Ciência e procuramos tornar a vida melhor no presente. Por que não fazer com os olhos no futuro? Que será o presente dos nossos netos e bisnetos... A educação é tudo. Muito mais que igualdade, justiça social...Educação é o motor que permite aos seres tornarem-se semelhantes, compartilharem chances e crescimento . Não há nada mais coletivo que a educação ou não deveria haver. Penso que livro devia dar em árvores, ser gratuito – biblioteca tinha que ser cheia igual a estádio de futebol. Monteiro Lobato sabia disso, quando escreveu- “ Um país se faz com homens e livros. Vamos fazer um Brasil novo ? Conto com vocês. Finaliza Jorge.

Alunas: Amanda Freitas, Aline, Carina, Laysla
9 ª ano D



Nilson Gonçalves : O defensor do Povo




Nilson Gonçalves nasceu em Curitiba-Paraná e mudou-se para Santa Catarina em 1979, residindo inicialmente em São Francisco do Sul, onde iniciou a carreira como radialista, na Radio Carijós. Em 1982 ele começou a apresentar o programa na BOCA DO POVO e em poucos meses assumiu a direção da Rádio.
Quatro anos depois, criou o programa TRIBUNA DO POVO, inicialmente na RADIO CULTURA AM . Desde 1993 a Tribuna do Povo tem uma versão na TV, transmitindo atualmente de segunda à sexta-feira, às 13h na RIC Rede Record de Joinville
Nilson Gonçalves é uma pessoa muito generosa , ajuda as pessoas com dificuldades financeiras. Aparenta ser uma pessoa muito humilde não tem vergonha de falar as coisas na frente das câmeras e nem fala nada por trás. Como deputados age com vigor e autoridade de alguém que quer um Brasil melhor.

Alunas Luana e e Chayane
Serie: 9º ano D




Vai que é tua , Bial





O técnico carioca Alberto Bial comemora 38 anos de carreira em grande fase como de treinador de basquete de Joinville.Uma das surpresas do 19º Campeonato Nacional Masculino de Basquete. A equipe catarinense é líder invicta do grupo B, com cinco vitórias, junto com o Minas Tênis, do grupo A. Treinar o time adulto de Joinville é apenas uma das atividades que Bial abraçou na cidade, onde coordena um amplo projeto que inclui trabalhos nas categorias de base e programas sociais como “Basquete de Rua” e “Jovem Cidadão”, que leva o basquete às escolas. Adepto da filosofia oriental, o técnico, de 56 anos, atribui o ótimo desempenho de seu time à consciência que um adquiriu sobre cooperação e espírito de equipe, que constrói um clima de harmonia e alegria em prol do sucesso do grupo.
Como treinador que se preocupa com a formação integral do atleta, motivando o grupo a dar o seu melhor, trabalhando com alegria e motivação. Venho estudando filosofia oriental, psicologia e outros saberes que me ajudam a realizar essa tarefa. Nesse aspecto, me espelho muito no grande Hélio Rubens, que desenvolve há décadas esse tipo de trabalho em suas equipes. Temos que ver a pessoa como um todo e não só o jogador e criar um clima sempre harmonioso, para que a energia de cada um se coloque a serviço do grupo
Para ele “A profissão de técnico me fascina desde a infância. Embora sempre tenha jogado basquete, meu grande ídolo era o Zezé Moreira, técnico de futebol do Fluminense e treinar um time sempre foi um objetivo para mim, mesmo quando jogava. Tanto que conciliei as duas atividades por onze anos. Fui jogador entre 66 e 82 e atuei no Fluminense, Flamengo, Municipal e Mackenzie, todos no Rio. Em 1971 comecei a treinar as equipes de minibasquete e infantil do Fluminense até que, em 82, passei a me dedicar ao ofício de treinador. Dirigi equipes cariocas como Fluminense, Botafogo, Liga Angrense e Vasco. Fora do Rio trabalhei no Universo/Ajax, em Goiânia, projeto do qual também me orgulho bastante. Ainda tive uma experiência muito legal nos Emirados Árabes.
O seu momento atual ele descreve como:” Maravilhoso. Refletindo sobre os meus 38 anos como técnico posso concluir, graças a Deus, que melhorei muito, tanto profissional como pessoalmente. Acho que o ser humano tem que se aperfeiçoar sempre e é isso que procuro fazer na minha vida”. Salienta que está conseguindo, no Joinville, aplicar uma série de conhecimentos técnicos, táticos, psicológicos e humanos que adquirir ao longo de tantos anos, estudando no Brasil e fazendo intercâmbios no exterior.

Aluno : Jean Carlos da Silveira
9 ªano D



O Encantador de Palavras





O escritor Júlio Emílio Braz famoso com diversos livros e palestras. Nasceu em Manhumirim (MG) teve uma infância pobre,mas muito feliz,pois tinha muitos amigos e brinquedos inventados por ele -na a falta de dinheiro a imaginação funcionava ressalta, Júlio.
Ao passar dos anos, Júlio descobre seu talento, escrevendo roteiros de historinhas em quadrinhos para a editora Vecchi, do Rio de Janeiro.
Como todo brasileiro - enfrentou muitas dificuldades, mas com determinação, teimosia e muita leitura conseguiu superar suas dificuldades. Escreveu 157 livros de literatura infanto-juvenil. Sempre foi solidário, pois quando estudava organizou uma campanha para arrecadar livros para sua escola e foi uma extraordinária experiência..
Aos 21 anos Júlio começou a escrever profissionalmente, mas suas habilidades apareceram quando ele se destacava em suas redações entre seus colegas de classe.Em 1997 Júlio começou a ser coroado pelos seus trabalhos com diversos prêmios.
Para Júlio,” Os dias atuais as pessoas valorizam o que veem e têm, e não aquilo que são. É necessário refletir sobre essa superficialidade , pois existem sentimentos que não nascem com a gente , mas, antes, nos são ensinados, e um deles é o preconceito. Detesto qualquer preconceito- tenha ele a forma que tiver e venha de onde vier, e por qual motivo for – pois, como outras expressões de ignorância, representa a negação do bom senso, um desserviço à inteligência. Contra o preconceito é necessário termos conhecimento e leitura.”
Dono de uma simpatia e um sorriso aberto afirma “ A palavra nos aproxima e nos leva ao entendimento ou à busca pela compreensão.


Alunos: César, Eduardo e Ricardo.


Uma lição de vida

Edson Vilmar Viertel, tem 40 anos, nasceu em Joinville e vive aqui até hoje, completou a 8ª série na escola Oswaldo Aranha.
Não teve uma infância calma, teve muitos problemas por causas de suas “amizades”, acabou se envolvendo em drogas, e começou a trabalhar muito cedo, chegou um tempo que com 13 anos de idade já conseguiu sustentar a família e seu vicio..
A sua família hoje já esta bem melhor, assim como a de seus pais, porém seu pai ainda é alcoólatra.
Desde que me conheço por gente ele bebe.
Edson fala que nunca chegou a cometer crime para sustentar as drogas, mas sim roubava seu pai. Quando os pais descobriram já estava viciado, e mesmo assim nunca foi internado, foi buscar ajuda com 35 anos, com sua própria independência. Ele conta que já teve tios que morreram por causas das drogas.
O REJAAF para Edson é tudo, foi esse retiro que mudou a sua família, ele diz lá dentro é totalmente diferente do que aqui fora, um mês antes de ir para o REJAAF, Edson chegou a escrever uma carta de suicídio!
Um de seus maiores sonhos é mudar a juventude, segundo ele, não vai conseguir 100 por cento, mas está fazendo a sua parte.


Escola:CAIC professor mariano costa
Alunos:Jenifer Caroline Furtado
Karoline Xister Machado
Rafael Soares as Silveira
Serie:9ª ano D
Professora:Mariza Schiochet
Disciplina Português


A Fazedora de Livros




Thalita busca inspiração para escrever em encontros nas escolas, eventos e na internet. Em seus livros as histórias são inventadas, ou baseadas em fatos reais. Quando escreve é uma emoção, pura diversão.
Quis ser escritora aos 10 anos quando já brincava de escrever e com 24 anos resolveu viver somente de literatura e deu certo.
Denomina a Coleção Fala Sério a sua vida e de seus amigos contados de uma maneira descontraída, humorada e bem escrita.
Apaixonada pela vida conta que ama ler (Fernando Sabino, João Ubaldo, Luis Fernando Veríssimo e outros...
O que não curte muito é acordar cedo, pois fica acordada até noite adentro.
Thalita Rebouças é carioca da gema , fanática pelo Fluminense e com 38 anos de idade é a escritora queridnha dos adolescentes .

Alunos. Alessandra, Amanda Maurílio, João Jorge
9 ªano D