teste

Projeto Vencedor do Concurso Internacional Educarede - 2007

Uso da Internet - Ensino Fundamental 2

1 de ago de 2006


Lidando com a responsabilidade

Em nossas vidas passamos por muitas fases, de pequenos anjos para crianças, de crianças, para adolescentes e é na adolescência, uma das fases mais difíceis da vida, que tudo pode acontecer.
Uma das coisas mais preocupantes hoje é a questão da gravidez na adolescência. Muitos jovens, talvez por falta de orientação, diálogo ,ou até por irresponsabilidade própria agindo pela emoção e não pela razão, cometem o erro de não se prevenir, não usando os métodos de prevenção.
Hoje em dia, existem muitas divulgações sobre esse tema, por exemplo nas escolas, temos palestras dialogamos com os amigos e professores sobre esta questão tão preocupante.
Por isso, deixamos aqui nosso recado “aproveite a vida,viva o presente pensando no futuro, vivenciando as maravilhosas coisas que temos na vida, pois irresponsabilidade na adolescência ninguém merece...”


Danylle e Jaqueline
CAIC Prof. Mariano Costa
Disciplina: Português
Série:8ªA

A Gravidez Precoce


A gravidez na adolescência nos traz um sério problema, pois muitas meninas se tornam mães quando ainda deviam estar brincando. Quanto aos rapazes que se tornam pais muito ced,o achamos que deveriam estar estudando para ter um futuro melhor. Achamos também que as famílias deveriam aconselhar mais seus filhos sobre ter uma relação sexual segura, usando preservativo. Pois se seu filho ou filha tiverem um bebê, eles também terão muito trabalho tendo que cuidar da criança enquanto estão estudando ou trabalhando.

CAIC Professor Mariano Costa
Alunos: Jonathan, Paulo.
Professora: Mariza
Disciplina: Português

Responsabilidade


Estamos trabalhando sobre gravidez na adolescência e as preocupações sobre ter um filho antes da hora.
Os adolescentes que são pais antes da hora, estão se preocupando em ter sua primeira relação sexual em vez de se prevenir
Tendo um filho, o adolescente perde toda a vida que ele tem pela frente para aproveitar,vai ter que ter responsabilidade que não tinha antes do bebê. Terá que trabalhar para cuidar dele, em vez de sair paras as festas, terá aquela chatice de acordar de noite para ter que atender as dificuldades do bebê quando ele sentir fome, dor de barriga ,frio...
Sempre vemos aqueles jovens que deixam o filho para os avós cuidarem, isso não iria acontecer se eles tivessem cabeça para pensar que não era só uma brincadeira, mas uma vida que eles iriam perder tendo esse filho: ,a deles porque iriam perder toda sua infância e a do bebê que iria ser excluído, iria nascer sem amor e a atenção dos pais.Por isso, que os pais deveriam conscientizar os filhos e falar sobre a camisinha ensinando que não é brincadeira que vai gerar uma nova vida que precisa ter cuidados futuros..


CAIC PROFESSOR MARIANO COSTA
Felipe Mariano e Michel A. de Santana
DISCIPLINA:Português
PROFESSORA:Mariza
8ªA

10 comentários:

Marli disse...

Meninos!
Parabéns!Vocês estão refletindo com maturidade. Espero que aproveitem esses ensinamentos para a vida e nunca precisem queimar etapas, cuidando de uma gravidez precoce. Abraços!

Anônimo disse...

Parabens pelo seu trabalho ele é senssacional.Você consegue passar o assunto muito bem.Resumindo,você é exelente.

Anônimo disse...

Concordamos com o seu texto,pois fala em uma linguagem clara e objetiva sobre a realidade dos fatos de hoje em dia.
Temos a mesma opinião a respeito do motivo das adolescentes engravidarem.
Meus parabéns pelo seu texto e por você refletir a realidade dos fatos.

Escola:CAIC Professor Mariano Costa
Alunas:Elizama dos Santos da Veiga
Francieli Maisen dos Santos

Série:8ªC

Professora:Mariza

Joinville
Santa Catarina.

Anônimo disse...

Concordamos com o seu texto,pois fala em uma linguagem clara e objetiva sobre a realidade dos fatos de hoje em dia.
Temos a mesma opinião a respeito do motivo das adolescentes engravidarem.
Meus parabéns pelo seu texto e por você refletir a realidade dos fatos.

Escola:CAIC Professor Mariano Costa
Alunas:Elizama dos Santos da Veiga
Francieli Maisen dos Santos

Série:8ªC

Professora:Mariza

Joinville
Santa Catarina.

Anônimo disse...

Bom, nós queriamos comentar esse trabalho pois relata a vida de hoje em dia, meninos e meninas não têm a responsabilidade de carregar um preservativo na sua bolsa e quando vão ter relações acabam esquecendo e cometem uma grande burrada,acabam gerando um fruto não desejado. Muitas vezes abortam ou dão pros pais criarem.Alguns pais não têm condições de criar pois acham que não têm idade suficiente para ser pais.

Alunas: Andressa e Graziele
Série:8ªC
Escola CAIC Professor Mariano Costa
Joinville SC

Anônimo disse...

Que bom que temos alunos conscientes de que precisamos ter responsabilidade com nossos atos.

Anônimo disse...

Bom!!
Gostamos muito desse texto, pois diz a verdade sobre a gravidez na adolescência.
Fizeram muito bem em dizer que o pai da criança geralmente abandonam o filho e a mãe!!!

Alunas: Gabriela Pereira e Gabriela Spíndola. 8ªB.
Escola Municipal CAIC Professor Mariano Costa.
Joinville-SC.

Anônimo disse...

Nós achamos que o texto de vocês demonstra a atualidade sórdida que nossa sociedade vem sofrendo ha muito tempo.Por isso acreditamos que atitudes como a de vocês mostram que nosso pais ainda tem uma chance de ir adiante.

CAIC Professor Mariano Costa
Alunos:André Cardoso e Gabriel Fernando (V.L)
Professora: Mariza
Série:8ª B
joinville S.C

Anônimo disse...

Escola M. Professora Anna Maria Harger
Alunas Thais Cristina Tambosi, Sheyla Tatiane Pereira
Serie 6ªC



Nenhuma menina quer ser mãe em plena adolescência, os textos relatam bem isso e orientam as meninas, e assim não engravidam por falta de informação.
Achamos muito importante a orientação e informação que os textos favorecem para os jovens.

Anônimo disse...

Alunos: Carolina Heloísa, Gabriel Xavier e Germano Persike
Série: 6ª C
Escola Anna Maria Harger


Nós gostamos muito dos comentários das meninas e também aprendemos que é preciso usar camisinha, pílulas, através de diálogo, livros e filmes educativos.Devemos preservar nosso corpo todas às vezes para não acontecer algo desagradável, como:
· Ficar grávida e não ter condições de criar a criança.
· Criar uma criança sem o pai.
· Adquirir doenças sexualmente transmissíveis.